Muriaé Intervalos de nublado com chuva leveMax 24º
Min  15º
JORNALISMO | 12/03/2018 « Voltar

Após domingo de alagamentos e muita tensão, Rio Muriaé começa a baixar




Após domingo de alagamentos e muita tensão, Rio Muriaé começa a baixar
O Rio Muriaé chegou à 3,17m acima de seu nível normal e não há previsão de chuva para esta segunda (12) na cidade


Rua Duque de Caxias, na Prainha - Bairro Barra

Bairro Napoleão

Região da ponte que liga os bairros Dornelas e Cardoso de Melo

Visão panorâmica do bairro José Cirilo no início da manhã desta segunda (12)



Avenida JK - ponte Dr. Brum

Avenida JK - Ponte da casa de Saúde

Cenário da rua Belisário, na Barra, na tarde deste domingo (11)

Rua Duque de Caxias - Prainha - na tarde de domingo (11)





O Rio Preto também transbordou e causou alagamentos no bairro São José

O prefeito Grego percorreu locais atingidos, acompanhado pelo C. de Bombeiros, Defesa Civil e membros de seu secretariado





À noite a água chegou também em ruas dos bairro Napoleão (foto), José Cirilo e Santana

Bairro Napoleão

Bairro José Cirilo

Rua Primavera, bairro Santana


Após o cenário de tensão vivido neste domingo (11), devido ao princípio de alagamentos em áreas mais baixas da cidade, como os bairros Barra, José Cirilo, Napoleão, as águas começaram a recuar na madrugada desta segunda-feira (12) e o Rio Muriaé amanheceu com seu nível alguns centímetros mais baixo.

A situação segue preocupante, mas de acordo com a meteorologia, não há previsão de chuva para hoje (12) em Muriaé e algumas cidades da região, como Miraí e Rosário da Limeira.

Em nota divulgada pela assessoria de comunicação da prefeitura, no fim da tarde deste domingo (11), a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec), informou que o nível do Rio Muriaé chegou a 3,17m acima do normal.

Acompanhado pelo comandante do Pelotão de Bombeiros, tenente Dornelas, membros da Compdec e de seu secretariado, o prefeito Grego percorreu pontos de alagamentos e conversou com moradores.

Conforme o comunicado, as famílias que residem em locais atingidos pelas cheias estão sendo cadastradas. A equipe do CRAS Aeroporto está prestando auxílio aos moradores do bairro Patrimônio São José (atingido pela cheia do Rio Preto), que podem se cadastrar no salão paroquial da Igreja Católica do bairro.

O cadastramento para os moradores da Barra está sendo feito na Escola Municipal Professora Odaleia Oliveira Morais de Azevedo, na Praça do Trabalhador.

 



Fonte : Radio Muriaé




COMENTÁRIOS 1


Ronaldo
Postado no dia 12/03/2018 - 11:10 Cidade: Muriaé - MG
» E ainda querem construir barragem na região de pirapanema,é a mesma coisa que colocar uma caixa d'água de mil litros em cima de um telhado de amianto,assim fica difícil

COMENTAR
Não use palavras ofensivas ou “palavrões”, calúnias, difamações ou ataques pessoais a honra de alguém: O uso destas palavras agressivas e vexatórias é expressamente proibido neste site. Ao conteúdo deste jeito, o seu comentário será recusado e excluído.

Nome:
E-mail:
Cidade:
UF:
Comentário:


    











PUBLICIDADES