Muriaé Intervalos NubladoMax 27º
Min  14º
JORNALISMO | 17/02/2017 « Voltar

Após 86 anos de história em Muriaé, Agência de Jornais e Revistas Mannarino encerra atividades

Após 86 anos de história em Muriaé, Agência de Jornais e Revistas Mannarino encerra atividades
O atual gestor, Emílio Mannarino (2º a dir), é neto do fundador da agência e está à frente do negócio há quase 40 anos
Foto histórica: irmãos, José Claudio e Lea na agência (família Mannarino/arquivo pessoal)


Após 86 anos de história chega ao fim a trajetória de uma das mais tradicionais empresas de Muriaé.  A Agência de Jornais e Revistas Mannarino vai encerrar oficialmente suas atividades na próxima segunda-feira, dia 20. O anúncio foi feito por Emílio Mannarino, neto do fundador da empresa e que dirige o negócio há quase quatro décadas.

A direção da agência esclarece que o encerramento das atividades se dá, essencialmente, devido à tendência mundial seguida pelos principais jornais e revistas do país, que migraram para a mídia digital acompanhando o comportamento atual dos leitores.

História

Com quase nove décadas completas, a marca “Agência Mannarino” se confunde com a história da distribuição de jornais e revistas em Muriaé. A agência foi fundada em 1931, por Emílio Mannarino. Ele passou a empresa para o filho, Francisco, que por 50 anos dirigiu e expandiu os negócios, ao lado da esposa Lea.

Após meio século sob a administração do casal, a agência passou a ser dirigida por Emílio Mannarino, filho de Francisco e Lea, e neto do fundador da empresa.

Atualmente a Agência Mannarino está localizada na esquina da Rua Capitão José Justino com Avenida JK, no centro da cidade.

Despedida

Em comunicado enviado à Rádio Muriaé, a direção da Agência Mannarino destaca o pioneirismo da empresa no ramo, e manifesta seu agradecimento a clientes, colaboradores, parceiros e incentivadores.

 

Texto: Rádio Muriaé - reprodução na íntegra ou parcial do conteúdo (texto e imagem) permitida somente mediante crédito.

 



Fonte : Rádio Muriaé




COMENTÁRIOS 42


marcos
Postado no dia 20/02/2017 - 11:41 Cidade: muriae - mg
» Que pena , sou cliente da manarino a decadas ,vou sentir falta daquele lugar e de deixar os olhos cheio de lagrimas .Mais deixo aqui o meu agradecimento a toda equipe manarino de nestes anos nos tratou muito bem ,vai deixar saudades.


Agente
Postado no dia 17/02/2017 - 10:23 Cidade: Muriaé - MG
» Lamentável essa notícia, já comprei muitos jornais e revistas lá, fará muita falta, embora as pessoas terem migrado para a mídia digital, não é a mesma coisa de vc ler um jornal, revista ou um livro!


Lucia
Postado no dia 17/02/2017 - 10:32 Cidade: Muriae - Mg
» Triste há anos compro jornais e revista ai que para mim sempre foi ponto de referência . Não é a mesma coisa usar a internet. Vou sentir falta pois todos são educados e nos atendem com muita atenção.



Rosanne Pimentel Mannarino
Postado no dia 17/02/2017 - 22:02 Cidade: Brasília - DF
» Olá, Lúcia. Obrigada por suas palavras carinhosas. E concordo plenamente com você. Pena que a tendência de comportamento dos leitores em geral seja a de migrarem para o circuito da mídia digital. Coisas da dita modernidade.... Realmente, convenhamos que o sabor é outro ao se ler jornal ou revistas em papel, papel de verdade! Sem falar que a Agência Mannarino, de há muito sob o comando de minha família. servia como ponto de encontro dos muriaenses, referência, como você bem o disse. Palco de altas discussões futebolísticas, políticas, sociais, etc, mantidas entre os fregueses, em clima sempre cordial e regado à simpatia. Onde famílias inteiras e a criançada faziam questão de comparecer nos finais de semana, e se munirem de farto material de leitura para as horas livres. Enfim, tudo muda.... Percebo que meu irmão, Emílio, atualmente à frente dos negócios, ficou muito chateado ao tomar essa difícil decisão de ver-se forçado a encerrar as atividades da empresa. Leva, contudo, o sentimento de dever cumprido, refletido nos bons serviços prestados à população muriaense. Missão pioneira no ramo, empreendida pelo clã Mannarino, transmitida há décadas, por gerações, desde meu avô Emílio e seu irmão, tio Santo, passando por meu pai José (Francesco), minha mãe Léa e seu irmão, tio Cláudio, até chegar a vez do Emílio Mannarino Neto. Agradecemos a todos que nos apoiam nesse momento difícil de despedidas. Que reconhecem a valorosa contribuição da Agência Mannarino para o engrandecimento cultural de nossa Muriaé. Agradeço, em especial, à equipe da Rádio Muriaé, pelo espaço disponibilizado e a oportunidade do compartilhamento dessa notícia com os cidadãos que acompanham a "radiomuriae.com.br". E aproveito para deixar aqui registrado os meus parabéns à Rádio Muriaé, pois na minha época de residência na cidade (até meados de 70) tínhamos que nos contentar em ouvir suas notícias apenas pelo rádio. E agora, mesmo de longe, posso acompanhar, praticamente em tempo real, as novidades da terrinha. Obrigada e parabéns a todos vocês por tamanho sucesso. Abraços, Rosanne Mannarino


Aerton
Postado no dia 17/02/2017 - 10:45 Cidade: Muriaé - MG
» Vai deixar saudade grandes historias tenho desta agencia Manarini me lembro das coleções que fiz e adquiri comprando jornais na agência é uma infelicidade ver um prazer acabando assim mas com certeza esta ficando na historia de Muriaé para sempre



Rosanne Pimentel Mannarino
Postado no dia 18/02/2017 - 09:28 Cidade: Brasília - DF
» Obrigada, Aerton, por seu depoimento. Também lastimamos o desfecho dessa história de encerramento de uma empresa que marcou gerações, em nossa Muriaé. Assim como você, curti muito essa banca. Tínhamos acesso a quase todas as coleções lançadas pelas editoras, sem falar nos bons livros, discos/CDs, álbuns, gibis, etc e tal, pois minha família sempre soube da importância do saber na formação das crianças, jovens e adultos. Uma delícia, poder ter acesso a tanta informação, a uma verdadeira fonte de cultura e entretenimento. Reconheço, um privilégio de poucos.... Agradeço a você e aos demais clientes da Agência de Jornais e Revistas Mannarino, assim como aos colaboradores, parceiros e incentivadores da empresa, que por décadas prestou relevantes serviços à Muriaé e entorno. Abraços, Rosanne Mannarino


Angela
Postado no dia 17/02/2017 - 11:50 Cidade: Juiz de ForaM - MGU
» Uma grande perda para história de Muriaé. Fui muitas vezes com meu comprar jornal e depois eu. Obrigada pelo serviço .Prestado a nós Muriae desde.


João Carlos Lourenço de Oliveira
Postado no dia 17/02/2017 - 12:08 Cidade: Muriaé - MG
» Será para nossa cidade Muriaé uma grande perda depois de muito anos nós servindo com suas revista é jornais agente fica um pouco triste porque é muitos anos de história mais mesmo assim parabéns Manarino pôr anos de dever cumprindo


João Carlos Lourenço de Oliveira
Postado no dia 17/02/2017 - 12:09 Cidade: Muriaé - MG
» Será para nossa cidade Muriaé uma grande perda depois de muito anos nós servindo com suas revista é jornais agente fica um pouco triste porque é muitos anos de história mais mesmo assim parabéns Manarino pôr anos de dever cumprindo


tt
Postado no dia 17/02/2017 - 12:12 Cidade: muriae - mg
» e uma pena


Marcelo
Postado no dia 17/02/2017 - 12:27 Cidade: Muriaé - MG
» Que pena, Muriaé so perde com o fechamento de mais uma empresa e em especial essa com quase um século de história Triste mesmo mais parabéns para a toda equipe e um obrigado


Zilene Aparecida Camillo
Postado no dia 17/02/2017 - 12:29 Cidade: Itaperuna - rj
» Meu pai amava trabalhar nesta agencia. Era o Sr. Sebastião Camillo, que andava com a carrocinha pela cidade, vendendo os jornais e revistas para a Mannarino.



Rosanne Pimentel Mannarino
Postado no dia 17/02/2017 - 18:12 Cidade: Brasília - DF
» Obrigada, Zilene, por seu comentário. Seu pai, de fato, faz parte da história da Agência Mannarino. Ele era muito querido por toda a minha família. Lembro-me do Sr. Sebastião vendendo os jornais e revistas pela cidade, sempre muito elegante, esbanjando simpatia e atenção para com os fregueses, que já o esperavam impacientes.... Inclusive, eu admirava sua destreza ao guardar sua carrocinha, no final do dia, no subsolo da banca, quando ainda funcionava na Praça João Pinheiro. Doces lembranças. E não são poucas as vezes que sonho com episódios relacionados a essa nossa Agência. Realmente, agora sinto nostalgia e alguma tristeza ao assistir a esse término do empreendimento. Infelizmente, a dita modernidade às vezes é implacável. Agradeço o carinho. Abraços, Rosanne



EVERSONG GURGEL
Postado no dia 17/02/2017 - 21:32 Cidade: Muriaé - MG
» Uma bela lembrança. Um profissional e um homem exemplar. Muriaé, com suas altas temperaturas e seu pai com seus caprichos, sempre impecável e solícito. Parabéns pelo berço!!!


Torcedor
Postado no dia 17/02/2017 - 13:31 Cidade: Muriaé - MG
» Triste, ver esses comércios antigos não podendo acompanhar o avanço da tecnologia. A Agência Mannarino já virou ponto de referência em Muriaé


HAROLDO ALVES DE ARAUJO FILHO
Postado no dia 17/02/2017 - 13:32 Cidade: Araraquara - SP
» Vamos todos sentir muitas saudades da Banca de Revistas, onde nossas filhas tinham até "caderneta" para registrar as compras dos Gibís que pegavam todas as semanas durante as férias das mesmas em Muriaé.... Vamos sentir muita falta... INCLUSIVE DAS GOIABADAS CASCÃO DA VIÚVA DO ANTÔNIO FLÁVIO !!!!!



Rosanne Pimentel Mannarino
Postado no dia 17/02/2017 - 18:38 Cidade: Brasília - DF
» Obrigada, Haroldo, por seu depoimento. Realmente, era inusitado esse esquema adotado pela minha mãe, dona Léa, de anotar as compras dos fregueses em sua caderneta, onde apenas ela entendia o que estava escrito. Mas, a despeito dos rabiscos, que agilidade mental em seus cálculos e somatórios! As crianças adoravam a mãe, que de forma empática e sorridente as atendia, e sempre sabia informar as últimas novidades em revistas infantis, figurinhas e álbuns. Quanto à famosa goiabada cascão, que a mãe tinha o maior orgulho em dizer que até o Papa já a havia provado, soube pelo Emílio que as goiabeiras, a partir deste mês de fevereiro, deixaram de dar frutos. Justamente depois que o Emílio informou à fornecedora que iria encerrar as atividades e, consequentemente, parar de vender as goiabadas. Como tudo tem consciência, acredito que os pés de goiaba se solidarizaram com o encerramento das atividades da Agência Mannarino e decidiram a não mais frutificar. Interessante, não? A senhora viúva do Antônio Flávio disse que foi a primeira vez que isso aconteceu. Abraços, Rosanne


LUIZ EDUARDO PACHECO DE ANDRADE PACHECO DE ANDRADE
Postado no dia 17/02/2017 - 13:34 Cidade: BELO HORIZONTE - MG
» Estamos vivendo um mundo de constante mudancas e as profissoes tambem estao acompanhando sua evolucao. A era digital esta ai, breve as graficas irao desaparecer Aguardem.


LUIZ EDUARDO PACHECO DE ANDRADE PACHECO DE ANDRADE
Postado no dia 17/02/2017 - 13:36 Cidade: BELO HORIZONTE - MG
» Estamos vivendo um mundo de constante mudancas e as profissoes tambem estao acompanhando sua evolucao. A era digital esta ai, breve as graficas irao desaparecer Aguardem.


Decio Costa
Postado no dia 17/02/2017 - 13:38 Cidade: VILA VELHA - ES
» Uma pena. Ficarão marcados pelo pioneirismo na distribuição de revistas e jornais em nossa cidade e região.



Rosanne Pimentel Mannarino
Postado no dia 18/02/2017 - 09:06 Cidade: Brasília - DF
» Realmente, é uma pena, Décio. Após décadas de bons serviços prestados à comunidade muriaense e entorno, também lastimamos o encerramento das atividades da Distribuidora de jornais e revistas Mannarino. Como você bem o colocou, um empreendimento familiar que imprimiu sua marca de pioneirismo, e que contribuiu para ampliar os horizontes culturais da região. Tradição oriunda de longa data, quando, recém chegados da Itália, meu avô Emílio e seu irmão Santo Mannarino, vislumbraram uma possibilidade, que, progressivamente, tornou-se uma realidade, uma empresa de sucesso, sempre comandada por membros da família Mannarino. Sentiremos saudades, e creio que meu irmão, Emílio, foi inclusive muito valente, ao tomar tamanha atitude. A tendência hodierna de os leitores buscarem a mídia virtual, em detrimento do papel físico, tornou-se uma luta inglória. Percebeu ele, assim, a hora de mudar, o momento, apesar de difícil, de tomar novos rumos, assumir novos desafios. Desejo a meu irmão, Emílio Mannarino Neto, muito sucesso na nova jornada em sua vida, levando consigo sempre a garra e a doçura que lhe são peculiares. E obrigada, Décio, por sua consideração. Abraços, Rosanne Mannarino


eu
Postado no dia 17/02/2017 - 15:43 Cidade: muriae - mg
» muito triste



ADALBERTO
Postado no dia 17/02/2017 - 21:45 Cidade: Muriaé - MG
» O jornal na internet fornece informação. O jornal impresso fornece informação e conhecimento. Se antes faltava uma boa livraria em Muriaé, agora faltará também uma banca de jornal completa.


Giovani Almeida
Postado no dia 17/02/2017 - 14:24 Cidade: Rio de janeiro - RJ
» Lamento muito o fechamento da MANARINNO fui cliente assíduo da agência comprei muitas revistas da MARVEL, DC, CONAN e muitas outras desejo tudo bom pra família nesse novo rumo escolhido seja ele qual for, obrigado por tudo.


Ivone Lacerda
Postado no dia 17/02/2017 - 14:55 Cidade: Macaé - Rj
» Uma pena! Cresci indo aos domingos depois da missa com minha família, pai, mãe e irmãos! Fiz a mesma coisa com meus filhos, em Macaé, Top 7.... Tudo fechando!


SKY LINE SEGURANÇA
Postado no dia 17/02/2017 - 16:39 Cidade: Muriaé - MG
» Emílio que notícia triste Muriaé perde muito com isso !!! E a você toda sorte sucesso do mundo !!!



Edmar pinheiro laned
Postado no dia 17/02/2017 - 18:50 Cidade: Espera feliz - Mg
» Recebo a notícia com tristeza, a mandarino faz parte do crescimento dos meus filhos. Morei em Muriaé por muitos anos administrando o grupo Itapemirim, quando ia comprar jornal ou revista a senhora Lea pegava revistinhas se a capa e entranhava para meus meninos como um agrado. A todos os manaríamos o meu abraço e obrigado por terem contribuído com a informação escrita nesta cidade.


Braz Gomes da Silva
Postado no dia 17/02/2017 - 17:56 Cidade: Muriae - MG
» Realmente uma pena. Grande perda pra todos. Acompanho esta banca desde quando era na praça João Pinheiro.Comprei muita gibi na banca. Fica nosso agradecimento á familia.


Braz Gomes da Silva
Postado no dia 17/02/2017 - 17:57 Cidade: Muriae - MG
» Realmente uma pena. Grande perda pra todos. Acompanho esta banca desde quando era na praça João Pinheiro.Comprei muita gibi na banca. Fica nosso agradecimento á familia.


Nelson
Postado no dia 17/02/2017 - 18:10 Cidade: muriae - mg
» Fico triste, mas infelizmente não é só jornais, gráfica, fotógrafo, no campo e muitas outras profissões, o que não deixa de imperar é restaurante, churrascaria, bares, funerária,e farmácia.


PEFC
Postado no dia 17/02/2017 - 19:06 Cidade: Muriaé - MG
» Perda lastimável para a cidade.


EMERSON TOMÉ
Postado no dia 20/02/2017 - 07:26 Cidade: Muriae - MG
» É uma grande perda para nossa cidade. Meus filhos gostam de ir na banca e irão sentir muita falta. É um ponto de encontro entre amigos e centro de distribuição de notícias.vamis sentir muita falta.


JOAO LUIZ SECUNHO SILVA
Postado no dia 17/02/2017 - 21:05 Cidade: ICONHA - ESPÍRITO SANTO
» Lamentável. Freguês desde 1974, adquirindo os gibis do Tio Patinhas, Bolinha e os concorridos álbuns de figurinhas e mais tarde jornais de grande circulação como " O Dia" (Rio de Janeiro), "Jornal dos Esportes" (de cor rosa) e a famosa "Folha de São Paulo", "O Globo" e o "Jornal do Brasil", revista "Manchete" , "Almanaque Abril", "Almanaque do pensamento" , etc. Sem falar da saudosa Dona Léia que anotava em seu caderninho, para pagar no final do mês. Meus efusivos agradecimentos a renomada empresa por ter formado em mim o hábito de leitura e contribuído pela minha formação intelectual. Abraços ao amigo de infância Emílio, muito sucesso e quem sabe nos vemos em Piúma-ES.


Adriana Aparecida da Silva Querino
Postado no dia 18/02/2017 - 00:30 Cidade: Muriae - MG
» Realmente lamentável, lembro da data. LEA mas fazer o que né era mesmo uma tradição da nossa cidade


Inah A. Mattos Pinheiro
Postado no dia 18/02/2017 - 09:57 Cidade: JUIZ DE FORA - MG
» Quanta saudade . . .eu comprava a revista "GRANDE HOTEL" e pagava por mês ! É triste, mas, tudo passa!


Cliente
Postado no dia 20/02/2017 - 09:57 Cidade: Muriaé - MG
» Sou cliente da banca de jornal do obinha, otimo atendimento , banca bem localizada aqui na barra ! Parabens!


Romulo Rabelo
Postado no dia 18/02/2017 - 16:31 Cidade: Muriaé - mg
» Frequentei a mannarino com minha avó por toda minha infância, comprei muitas revistas com a dona Léa quando estava mais velho. Minha avó Zenith Alló sempre levava eu e meu irmão Ramon a banca, lembramos com muito carinho, sem falar a pessoa bonissima que Emilio Mannarino é, Muriaé sai perdendo, sucesso amigo.


Consuelita
Postado no dia 18/02/2017 - 23:43 Cidade: Muriaé - MG
» Realmente a era digital chegou e rãpidinho temos notícias em tempo real, mas não fazemos mais amigos, não temos mais ponto de encontro, como foi jornais e revistas Manarino. Dona Lea e seu irmão deixaram um legado. Mto triste este novo mundo virtual.



Maria do Carmo Ladeira Thomazinho
Postado no dia 22/02/2017 - 22:35 Cidade: Muriaé - MG
» Fiquei triste quando vi a faixa Aluga-se. O progresso muitas vezes nos deixa um vazio, vazio de coisas boas, vazio de referências. Me lembro quando o jornal era na Praça João Pinheiro. Tantos anos....Sr. Emilio, Sr. Francisco, Dona Léa, José Cláudio eEmílio Neto, parabéns por essa empresa que fez parte da história de cada um de nós, Muriaeense. Foi um prazer.


Elsonw
Postado no dia 12/03/2017 - 23:44 Cidade: Belo Horizonte - MG
» Ouvia em 1950.Gostava dos programas de músicas caipiras eo programa Colar de Boleros Tive dois amigos na locução..Foram pro Rio trabslhar em Rádio.


Saavedra Fontes
Postado no dia 10/04/2017 - 09:58 Cidade: Ituiutaba - MG
» Tem certas coisas e pessoas que sem que peçamos fazem parte da vida da gente. Como esquecer a banca de jornais da família Manarinno, pois sou dos tempos das cadeiras de engraxates, dos irmãos Santo e Emílio ainda em atividade. Que saudades!


Saavedra Fontes
Postado no dia 10/04/2017 - 10:00 Cidade: Ituiutaba - MG
» Tem certas coisas e pessoas que sem que peçamos fazem parte da vida da gente. Como esquecer a banca de jornais da família Manarinno, pois sou dos tempos das cadeiras de engraxates, dos irmãos Santo e Emílio ainda em atividade. Que saudades!

COMENTAR
Não use palavras ofensivas ou “palavrões”, calúnias, difamações ou ataques pessoais a honra de alguém: O uso destas palavras agressivas e vexatórias é expressamente proibido neste site. Ao conteúdo deste jeito, o seu comentário será recusado e excluído.

Nome:
E-mail:
Cidade:
UF:
Comentário:


    











PUBLICIDADES