Muriaé Céu nublado com chuvaMax 25º
Min  18º
JORNALISMO | 27/01/2020 « Voltar

Defesa Civil de Itaperuna interdita Avenida Cardoso Moreira para passagens de veículos por tempo indeterminado

Defesa Civil de Itaperuna interdita Avenida Cardoso Moreira para passagens de veículos por tempo indeterminado
Em Itaperuna, mais de 9 mil pessoas foram afetadas com a enchente - Fotos: Adilson Ribeiro
em alguns pontos, as pessoas só conseguiam trafegar de canoa

Durante este domingo, um cegonheiro cobrava R$ 120,00 para atravessar os motoristas

Em Porciúncula mais de 4.500 pessoas foram afetados, o que corresponde a 85% da população


A Defesa Civil de Itaperuna-RJ interditou neste domingo (26) a Avenida Cardoso Moreira, no Centro, principal via de acesso da cidade. Apenas veículos que prestam serviços às vítimas da enchente estão acessando a avenida.

Antes da Interdição, um motorista de um caminhão-cegonha cobrava um valor de R$120,00 por carro, para atravessar motoristas para acessarem a BR 356.

Segundo informações da Defesa Civil fluminense, o nível do Rio Muriaé continua alto e o trânsito que dá acesso a BR 356 sentido Muriaé segue interditado. A recomendação para os motoristas que estão retornando das praias é o acesso por Santo Antônio de Pádua.

Ainda de acordo com a Defesa Civil, o nível do Rio Muriaé chegou a seis metros. Nove mil pessoas foram afetadas pelas cheias, 635 famílias estão desalojadas e 22 desabrigadas.

Em Porciúncula-RJ a situação também está caótica. Neste domingo (26) o prefeito Léo Coutinho decretou estado de emergência no município. De acordo com a Defesa Civil que atua na cidade, 85% do município foi afetado, o que corresponde a 4.500 pessoas.

Neste sábado (25) o nível do Rio Carangola chegou a subir mais de oito metros. Um homem foi arrastado pela enxurrada e morreu no Centro.

A previsão é de mais chuvas na região noroeste fluminense para os próximos dias.

 



Fonte : Rádio Muriaé




COMENTAR
Não use palavras ofensivas ou “palavrões”, calúnias, difamações ou ataques pessoais a honra de alguém: O uso destas palavras agressivas e vexatórias é expressamente proibido neste site. Ao conteúdo deste jeito, o seu comentário será recusado e excluído.

Nome:
E-mail:
Cidade:
UF:
Comentário:


    












PUBLICIDADES