Muriaé Céu nublado com chuvaMax 33º
Min  21º
JORNALISMO | 03/12/2019 « Voltar

Moradores protestam contra o atraso da entrega das casas no Residencial Vermelho II


De acordo com Grego, cabe a Caixa Econômica Federal decidir o dia da entrega das casas.

Moradores protestam contra o atraso da entrega das casas no Residencial Vermelho II
A manifestação aconteceu em frente a Rádio Muriaé, logo após uma entrevista concedida pelo prefeito Grego.































Dezenas de moradores realizaram uma manifestação pacífica na Avenida Constantino Pinto, no Centro, nesta terça-feira (03) para protestar o atraso da entrega das 563 residências construídas no complexo Vermelho II, realizada através do projeto do governo federal “Minha Casa, Minha vida”.

Os manifestantes confeccionaram faixas e cartazes, pedindo uma resposta, tendo em vista que há quatro anos eles esperam um posicionamento das autoridades para mudarem.

O prefeito Grego ouviu os manifestantes, assim que terminou uma entrevista na Rádio Muriaé, e os convidou para tratar deste assunto em seu gabinete, no Centro Administrativo.

Grego também gravou um vídeo nas redes sociais explicando que as exigências que foram impostas para a prefeitura, já foram cumpridas. Ainda segundo ele, cabe a Caixa Econômica Federal decidir o dia da entrega das casas, tendo em vista que o programa "Minha Casa, MInha Vida" é um projeto desenvolvido pelo governo federal.

Sobre o Vermelho II

O empreendimento Vermelho II está localizado às margens da BR 356, próximo ao distrito de Vermelho, a aproximadamente oito quilômetros do Centro de Muriaé. O projeto foi concluído no final de 2015, porém, quando as casas começaram a ser entregues, o Ministério Público embargou, exigindo que primeiro a Prefeitura de Muriaé construísse uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), redutores de velocidade na pista e uma escola dentro do residencial.

Ainda de acordo com o prefeito Grego, a ETE e o redutor de velocidade foram construídos e a escola já está em fase final. A previsão é que a escola seja concluída no final de janeiro de 2020. Aprefeitura também ressaltou que construirá nos próximos meses, uma creche para atender a população.

Outra questão que os moradores terão que enfrentar  serão os inúmeros problemas que os imóveis apresentam atualmente.  Mesmo sem receber moradores, a maioria das casas terá que passar por reforma devido ao abandono e pelo vandalismo que os imóveis sofreram nos últimos quatro anos.

Recentememnte a Caixa Economica Federal colocou seguranças no local para evitar que vandalos depredem os imóveis. 

“O complexo residencial é de propriedade do Governo Federal e a Caixa Econômica, como braço logístico e financeiro do governo Federal, cuida de toda a documentação referente ao financiamento e a data da entrega” completou Grego.

 



Fonte : Rádio Muriaé




COMENTÁRIOS 1


Carlos
Postado no dia 03/12/2019 - 17:25 Cidade: Muriae - MG
» É uma grande pena este conjunto permanecer abandonado. Sinal claro de abandono das autoridades e desperdício de dinheiro pois alguem pagou a conta e fomos nós. 500 famílias que poderiam ser beneficiadas. O prefeito fala que não é dele... uma pena o prefeito terceirizar a responsabilidade por cuidar do povo. A parte dele que são escolas e creches não estão prontas, e não ficaram prontas no mandato anterior... E quem sofre é o povo...

COMENTAR
Não use palavras ofensivas ou “palavrões”, calúnias, difamações ou ataques pessoais a honra de alguém: O uso destas palavras agressivas e vexatórias é expressamente proibido neste site. Ao conteúdo deste jeito, o seu comentário será recusado e excluído.

Nome:
E-mail:
Cidade:
UF:
Comentário:


    












PUBLICIDADES