Muriaé Cielos NubladoMax 25º
Min  16º
JORNALISMO | 10/08/2018 « Voltar

Vereadora Mirian Fachini contesta alegações da Viação União e defende lei que ampliou benefício




Vereadora Mirian Fachini contesta alegações da Viação União e defende lei que ampliou benefício
A vereadora participou do programa “Manhã da Muriaé” nesta sexta-feira (10)



A gratuidade para idosos entre 60 e 64 anos no transporte coletivo urbano de Muriaé voltou a ser destaque na programação da Rádio Muriaé. Nesta quinta-feira (10), a vereadora Mirian Fachini, autora da lei que ampliou o benefício na cidade, participou do programa “Manhã da Muriaé” e rebateu o posicionamento da Viação União, manifestado por meio de seu gerente operacional, Michel Fajardo, em entrevista à emissora, nesta quinta (9), durante a qual Fajardo afirmou que a viação busca a revogação da lei, alegando que a mesma tem gerado forte impacto em suas contas.

Clique no vídeo acima para assistir na íntegra a entrevista da vereadora

A empresa afirma, inclusive em nota oficial, que a lei - em vigor desde outubro de 2017 - havia sido vetada pelo prefeito Grego, mediante parecer de inconstitucionalidade por parte da Procuradoria Geral do Município.

Mirian Fachini disse duvidar que a lei seja responsável por qualquer eventual problema financeiro da empresa. Ela também rebateu a questão do veto do prefeito e explicou, apresentando documentos oficiais, que o veto foi parcial e não foi motivado pelo mérito da idade dos beneficiados.

A vereadora detalhou que o veto se deu devido a um equívoco de redação do projeto, na citação de um determinado artigo alterado pelo então proposta de lei. O erro foi corrigido e a matéria retornou ao Executivo, sendo então sancionada pelo prefeito.

Miriam lembrou que o projeto foi aprovado por unanimidade na Câmara e que a defendeu a constitucionalidade da lei, apresentando cópias de decisão do Ministério Público Estadual e do Tribunal de Justiça de Minas (TJMG), nas quais a lei foi considerada constitucional.

 

Texto: Rádio Muriaé - reprodução na íntegra ou parcial do conteúdo (texto e imagem) permitida somente mediante crédito.

 



Fonte : Radio Muriaé




COMENTÁRIOS 3


Perdido
Postado no dia 10/08/2018 - 15:11 Cidade: Muriae - MG
» O problema do legislativo é que eles adoram fazer gracinha quando o dinheiro é dos outros. Abaixar seus próprios salários, do prefeito e secretariado é impossível. Podem esperar que quem vai pagar essa conta são os pais dos estudantes que dependem do transporte público e terão que pagar 100% do valor das passagens já que a empresa não é obrigada a dar o desconto de 50% na passagem pra estudante


Lucas Mendes
Postado no dia 10/08/2018 - 18:21 Cidade: Muriaé - MG
» O comentário acima do "perdido" faz sentido ( vai sobrar para alguém pagar e adivinha quem?).Agora , uma Empresa que tem a concessão sem concorrentes numa cidade do porte de Muriaé não deve ter problemas financeiros!!


Joao Luis
Postado no dia 11/08/2018 - 12:25 Cidade: São Paulo - SP
» O problema é que a classe política criam as gratuidades e aprovam sem demonstrarem de onde sairão os recursos para custea-las No final a tarifa nunca é suficiente para custear o transporte e os passageiros pagantes que acabarão por ter que custear a farra da gratuidade

COMENTAR
Não use palavras ofensivas ou “palavrões”, calúnias, difamações ou ataques pessoais a honra de alguém: O uso destas palavras agressivas e vexatórias é expressamente proibido neste site. Ao conteúdo deste jeito, o seu comentário será recusado e excluído.

Nome:
E-mail:
Cidade:
UF:
Comentário:


    











PUBLICIDADES