Muriaé Céu nublado com chuvaMax 27º
Min  20º
Total de pacientes ativos da covid-19 em Muriaé é o mais baixo em cinco meses
JORNALISMO | 26/10/2020 « Voltar

Total de pacientes ativos da covid-19 em Muriaé é o mais baixo em cinco meses


Muriaé tem, nesta segunda-feira (26), 64 pessoas em recuperação da covid-19. O índice é o mais baixo desde o dia 27 de maio, há cinco meses.

O número de novas infecções também foi baixo pelo segundo boletim seguido: apenas quatro novos casos confirmados, o mesmo número que havia sido verificado na sexta-feira.

Apesar da considerável redução dos números, ainda permanecem as orientações para uso constante de máscara, limpeza frequente das mãos com água e sabão ou com álcool a 70%, bem como manter distância de aproximadamente dois metros de outras pessoas ao conversar.

Os dados de hoje (26/10/2020) foram retirados do sistema às 7h54. Veja os números completos:

MORADORES DE MURIAÉ
Total de confirmações: 3.419 (em relação ao boletim anterior: +04)
Pacientes ativos: 64 (em relação ao boletim anterior: -30)
Pacientes curados: 3.274 (em relação ao boletim anterior: +34)
Óbitos: 81 (em relação ao boletim anterior: sem alteração)
Em investigação (com exame): 201
Em monitoramento (sem exame): 463
Negativos: 4.688

MORADORES DE OUTRAS CIDADES (estes números não entram nas estatísticas de Muriaé; a divulgação ocorre apenas a título de informação e transparência)
Total de confirmações: 334 (em relação ao boletim anterior: sem alteração)
Pacientes ativos: 25 (em relação ao boletim anterior: -04)
Pacientes curados: 248 (em relação ao boletim anterior: +04)
Óbitos: 61 (em relação ao boletim anterior)
Em investigação (com exame): 34
Em monitoramento (sem exame): 05
Negativos: 603

 



Fonte : Rádio Muriaé




COMENTAR
Não use palavras ofensivas ou “palavrões”, calúnias, difamações ou ataques pessoais a honra de alguém: O uso destas palavras agressivas e vexatórias é expressamente proibido neste site. Ao conteúdo deste jeito, o seu comentário será recusado e excluído.

Nome:
E-mail:
Cidade:
UF:
Comentário:


    












PUBLICIDADES