10 policiais penais e um sargento do Exercito foram presos durante a ação na manhã dessa terça-feira

A ação “Tabernus”, realizada pela Secretária de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado de Juiz de Fora (Gaeco), resultou na prisão de 25 pessoas, entre elas, 10 policiais penais, três servidores administrativos da Sejusp e um sargento do Exército Brasileiro.

Segundo o Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG), as investigações mostraram que os agentes públicos permitiam a entrada de drogas, equipamentos de comunicação e objetos ilícitos para dentro de unidades prisionais, facilitando o comércio destes no local, e ainda, a lavagem de dinheiro.

Ao todo, foram cumpridos 27 mandados de prisão, 39 de busca e apreensão, mandados de sequestro de veículos e de bloqueios de valores superiores a 13 milhões em três cidades de Minas Gerais (Juiz de Fora, Cataguases e Goianá) e do Rio de Janeiro (capital, São Gonçalo, Angra dos Reis, Mangaratiba e Três Rios).

Seis mandados de prisão ainda não foram expedidos pela justiça a agentes públicos, mas os mesmos já foram afastados dos cargos. Os agentes que já foram autuados, serão penalizados com um processo administrativo disciplinar e irão responder até o momento por tráfico de drogas, corrupção ativa, corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Siga a Rádio Muriaé através de nossas redes sociais, clicando nos ícones abaixo: