Daniel Licy em entrevista à Rádio Muriaé

 

Em entrevista concedida à Rádio Muriaé, o infectologista Daniel Licy trouxe à tona informações relevantes sobre a febre maculosa, uma doença transmitida por carrapatos. Durante a conversa, o especialista abordou os sintomas, a letalidade da doença e destacou medidas de prevenção essenciais para evitar a contaminação. (Clique no vídeo acima e assista a entrevista na íntegra).

A febre maculosa é uma infecção causada pela bactéria Rickettsia rickettsii, transmitida pela picada do carrapato-estrela. Dr. Daniel explicou que os sintomas iniciais podem ser facilmente confundidos com outras doenças comuns, como a gripe, o que dificulta o diagnóstico precoce. Entre os sintomas mais comuns estão febre alta, dor de cabeça intensa, dores musculares e articulares, náuseas e manchas avermelhadas na pele.

De acordo com o infectologista, em Muriaé ainda não foi diagnosticado nenhum caso, entretanto, pacientes que moram em cidades que compõem a microrregião já foram atendidos em hospitais do município e diagnosticados com a doença.

O especialista alertou para a gravidade da doença. Segundo ele, se não tratada precocemente, pode levar a complicações graves e até mesmo ao óbito. “A letalidade da doença é preocupante, destacando a importância de buscar atendimento médico assim que os sintomas surgirem ou se houver histórico de exposição a carrapatos em áreas de risco”, disse o médico.

O infectologista enfatizou também que a febre maculosa pode ser prevenida por meio de algumas medidas simples. Evitar o contato com áreas infestadas por carrapatos, como matas e locais com vegetação densa, é essencial. Além disso, é importante usar roupas claras que possibilitem a visualização dos carrapatos.

Durante a entrevista, o Dr. Daniel ressaltou a necessidade de conscientização da população sobre os riscos da febre maculosa. “É fundamental que as pessoas estejam atentas aos sintomas, especialmente após exposição a carrapatos, e procurem assistência médica o mais rápido possível” afirmou o infectologista.

Siga a Rádio Muriaé através de nossas redes sociais, clicando nos ícones abaixo: