Os abusos começaram quando a criança ainda tinha cinco anos

Nesta quarta-feira (12), a Polícia Civil de Carangola deflagrou a operação PREDATOR, com o objetivo cumprir mandado de prisão preventiva expedido pelo Poder Judiciário em desfavor de um homem acusado do crime de estupro de vulnerável (art. 217-A do CP), o qual teve como vítima criança de 05 anos de idade.

De acordo com as investigações, o suspeito que é padrasto da vítima (08 anos), vinha praticando abusos sexuais contra ela há cerca de 03 (três) anos, desde que a criança tinha apenas 05 (cinco) anos de idade.

O suspeito, que confessou ter praticado os abusos sexuais dos quais vêm sendo acusado, foi localizado em seu local de trabalho, situado no município de Carangola, e não ofereceu resistência à prisão.

Após as formalidades legais de cumprimento do mandado de prisão preventiva, o preso foi levado ao Presídio de Carangola, onde se encontra à disposição do Pode Judiciário.

O nome da operação policial, PREDATOR (predador em latim), trata-se de uma alusão à situação de extrema vulnerabilidade vivenciada por uma criança de tenra idade, exposta a um abusador capaz de perpetrar as mais indescritíveis atrocidades a fim de satisfazer seus desejos animalescos.

Fonte: Polícia Civil de Minas Gerais

Siga a Rádio Muriaé através de nossas redes sociais, clicando nos ícones abaixo: