Testemunhas e pessoas que presenciaram o afogamento serão ouvidas
Lagoa da Gávea

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), instaurou inquérito para apurar as circunstâncias do afogamento do adolescente, Wesley Silvério Carneiro da Silva de 15 anos, ocorrido no dia 02 de janeiro desse ano, na Lagoa da Gávea.

Segundo informações, Wesley estava com os amigos no local, jogando futebol, no momento em que pulou na lagoa para buscar uma bola. Ele chegou a ser socorrido pelos Bombeiros e SAMU, mas não resistiu e veio a falecer ao dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Serão ouvidas testemunhas e pessoas que presenciaram o afogamento. A prefeitura não manifestou à respeito, entretanto, há placas espalhadas pelo local informando a proibição da prática do nado.

“A Polícia Civil externa as condolências aos familiares, e após sermos noticiados pelos bombeiros militares por meio de um REDS, estamos instaurando o inquérito policial para apurar as circunstâncias deste evento”, ressaltou o Delegado de Polícia, Glaydson de Souza Ferreira.

Ainda segundo o delegado, as apurações possuem o prazo legal de encerramento em 30 dias, quando o inquérito poderá ser enviado a Justiça.

Siga a Rádio Muriaé através de nossas redes sociais, clicando nos ícones abaixo: