Em Muriaé foram instaladas, em gestões passadas, pedras abaixo do viaduto da Rodoviária para evitar que moradores de rua dormissem no local

Foi aprovado na última sessão ordinária da Câmara Municipal de Muriaé um Projeto de Lei que veda o emprego de intervenções urbanas hostis à instalação de equipamentos urbanos com a finalidade de impedir uso de ruas, espaços ou equipamentos públicos.

O PL é de autoria do vereador, Delegado Rangel Martino (PSB). Segundo o vereador, o projeto considera intervenções hostis à instalação de equipamento urbano com a finalidade de impedir o uso de ruas, espaços ou equipamentos públicos como local de permanência de pessoas em situação de rua ou dificultar a circulação de idosos, jovens ou segmentos da população.

Instalação de equipamentos urbanos como pedras pontiagudas ou ásperas, pavimentações irregulares, pinos metálicos pontiagudos, cilindros de concreto nas calçadas e bancos divididos a partir de agora, estão proibidos em Muriaé.

Vereador, delegado Rangel Martino foi autor do PL

O vereador considera essas medidas como simplistas e cruéis, uma vez que a raiz do problema está na pobreza, na marginalização e na falta de moradia digna”, já que são feitas na maioria das vezes para evitar a presença de moradores de rua. “tirar as pessoas vulneráveis do alcance da vista não resolve tais problemas, pelo contrário, aprofunda ainda mais a desigualdade urbana”, disse o vereador.

Siga a Rádio Muriaé através de nossas redes sociais, clicando nos ícones abaixo: