O grupo retornará para Minas a partir de domingo. Em Muriaé as doações podem ser feitas através da agência dos Correios no Centro

Após pouco mais de uma semana em campo, cerca de 30 profissionais da Faminas que estão no Rio Grande do Sul realizando trabalhos voluntários nas cidades que foram afetadas com as enchentes se preparam para voltar para Minas Gerais.

A Comitiva embarcou no Aeroporto de Confins em Belo Horizonte no dia 17 de maio. Médicos, psicólogos e acadêmicos chegaram ao Estado Gaúcho e foram até os municípios de Várzea, Vila Mariante, Candelária, Rio Pardo, Vera Cruz e Sinimbu.

Em entrevista à Rádio Muriaé por telefone neste sábado, os profissionais Flávio Lúcio, responsável pela logística da equipe e a Médica Ginecologista, Izabela Ambrósio detalharam como foi a atuação do grupo nos últimos dias.

Dra. Izabela contou que atou na área de distribuição e organização de produtos de doações, vindos de todo o Brasil. Segundo ela, vestuários como roupas íntimas, luvas, toucas e brinquedos são os que mais estão em falta. “Enquanto estava atendendo uma mulher que precisava de doações, me cortou o coração ao ver sua filha brincando com um pedaço de brinquedo”, disse a médica.

“O cenário é de guerra que a TV não consegue retratar o que realmente está acontecendo aqui. Os voluntários estão trabalhando em várias frentes de atuação. Seja nos atendimentos médicos, ou ajudando a lavar as casas cheias de barro”, afirmou Flávio durante a entrevista.

Nesse final de semana, a previsão é que a temperatura fique na casa dos 9 a 10°C e que mais chuvas caiam sobre o Estado. As autoridades ainda não recomendam os moradores voltarem para as suas casas.

O grupo retornará à Minas a partir de domingo. Em Muriaé as doações podem ser feitas através da agência dos Correios no Centro.

Siga a Rádio Muriaé através de nossas redes sociais, clicando nos ícones abaixo: