O Seminário busca fortalecer a discussão sobre Adoção Tardia, Apadrinhamento Afetivo e outros temas relevantes

No intuito de aprofundar o conhecimento e a sensibilidade em temas cruciais ligados à infância e juventude, o Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG) lança o convite para participação no “Seminário Sobre Temas Sensíveis Afetos à Infância e Juventude”. A iniciativa, de responsabilidade do Desembargador Renato Dresch, tem como objetivo central promover a discussão e o entendimento sobre questões como Entrega Legal, Família Acolhedora, Apadrinhamento e Adoção Tardia.

O curso, direcionado a magistrados, servidores do TJMG, defensores públicos, promotores de justiça, profissionais dos sistemas de Justiça e Garantia de Direitos, além de diversos outros setores, visa consolidar o conhecimento e a prática em áreas cruciais para o bem-estar de crianças e adolescentes.

O Seminário, agendado para o dia 7 de dezembro, terá lugar no Auditório da FAMINAS, em Muriaé/MG, com início às 8h40 e encerramento às 17h. Com 300 vagas disponíveis para participação presencial, o evento será transmitido simultaneamente para comarcas que não fazem parte do Núcleo Regional da EJEF em Muriaé.

Dentre os renomados docentes responsáveis por conduzir as discussões, destacam-se o Juiz de Direito do TJMG, José Roberto Poiani, e o Juiz Juliano Carneiro Veiga. Além deles, profissionais como a Analista Judiciária C-Psicóloga Anapaula de Andrade Rinaldi Romão, a Analista Judiciária B-Assistente Social Joseane Nadir da Mata Paiva, e outros especialistas compõem o quadro de palestrantes.

O conteúdo programático do evento abrangerá temas como Família Acolhedora, Programa Entrega Legal, Adoção Tardia e Apadrinhamento Afetivo, buscando proporcionar aos participantes uma visão ampla e aprofundada dessas questões fundamentais.

As inscrições, realizadas pelo sistema SIGA, irão se estender até as 10h do dia 5 de dezembro, exclusivamente através do formulário disponível no link clicando aqui. O acesso ao curso, tanto presencial quanto para a transmissão simultânea, será detalhadamente explicado, garantindo uma participação efetiva e enriquecedora.

Como parte do compromisso com a sustentabilidade, a EJEF solicita que os participantes levem seu próprio material para anotações. Além disso, esclarece que todas as informações relevantes serão comunicadas por e-mail, ressaltando a importância de manter os dados atualizados no cadastro do SIGA.

A avaliação de reação ao final do curso será crucial para aprimorar futuras edições, assegurando a qualidade e eficácia do Seminário. A EJEF espera não apenas disseminar conhecimento mas também fomentar reflexões e práticas que contribuam positivamente para o tratamento de temas sensíveis relacionados à infância e juventude.

Siga a Rádio Muriaé através de nossas redes sociais, clicando nos ícones abaixo: