01
Vereadores durante sessão ordinária na Câmara Municipal

Por 13 votos a favor, uma abstenção e um ausente, os vereadores votaram pela abertura do processo de cassação contra o vereador afastado, Carlos Delfim (PDT).

A votação foi aberta e muitos parlamentares aproveitaram e justificaram o motivo da votação. O vereador Ademar Camerino (MDB) se absteve e o vereador Afonso da Saúde (PTB) faltou a sessão.

Após a votação, o presidente da Casa, Gerson Varella (União) sorteou cinco nomes que irão compor a comissão processante. Os vereadores sorteados foram; Ademar Camerino (MDB), Ciso (PL), Delsinho (Solidariedade), Celsinho (PSD) e Devail (PP). Nos próximos dias eles irão reunir para decidir quem será o presidente e o relator da comissão.

A partir de hoje a comissão terá 90 dias úteis para a entrega do relatório. Nesse período, Delfim será ouvido, garantindo o direito de ampla defesa. Em seguida, toda a documentação será apreciada pelo restante dos parlamentares e aí eles votarão novamente pela cassação ou não.

Os vereadores também votaram pelo arquivamento de duas denúncias protocoladas na Câmara. Uma contra a vereadora Mirian Facchini e outra em desfavor de Evandro Cheiroso. Eles alegaram que a denúncia não tem embasamento e alegaram falta de provas.

Siga a Rádio Muriaé através de nossas redes sociais, clicando nos ícones abaixo: