Marcus Vinicius Vianel tinha 27 anos, era morador do bairro Cardoso de Melo e foi encontrado morto próximo a Ervália

 

Três pessoas foram presas nesta segunda-feira (26) em Muriaé durante uma operação realizada pela Polícia Civil através da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Eles são suspeitos de participarem na morte do jovem Marcus Vinicius Vianel de 27 anos, morador do bairro Cardoso de Melo.

Em entrevista exclusiva à Rádio Muriaé nesta terça-feira, o delegado de homicídios, Tayrony Espíndola, da 4ª Delegacia Regional de Muriaé deu detalhes das investigações.

Segundo o delegado, a suspeita é que a causa da morte tenha sido de viés patrimonial. A conta bancária da vítima foi saqueada. “Há indícios que várias transações via Pix tenha sido realizada no período em que a vítima estava desaparecida” disse o delegado.

Ainda segundo o Tayrony, as investigações apontam que Marcus Vinicius foi morto em Muriaé e teve seu corpo desovado em Ervália para dificultar os trabalhos da polícia.

Mesmo diante das dificuldades devido o corpo ter sido encontrado em estágio avançado de decomposição, a análise da necropsia apontou um corte profundo no pescoço, o que pode ter provocado a morte da vítima.

O delegado afirmou também que vários materiais eletrônicos foram apreendidos com os suspeitos. “Esses materiais serão periciados e poderão contribuir para o andamento das investigações” afirmou.

Tayrony apontou também que tudo indica que o crime  está atrelado a latrocínio, que é roubo seguido de morte, em que a pena é ainda maior.

Siga a Rádio Muriaé através de nossas redes sociais, clicando nos ícones abaixo: